segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Dilma Vs Serra

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Twitter (1)

Meaning:
CALA BOCA GALVAO = SHUT UP GALVAO
GALVAO = Galvão Bueno, Brazilian Soccer narrator/commentarist who has been in TV since Brazil's first soccer game (that's a joke, ok?), and person who gets to speak during all World Cup games, and other sports on the Brazil's main television channel, Globo. Brazil is pissed of, he's fucking annoying.

That's all.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Direitos humanos

Eu não vou ficar aqui comentando sobre política, sabendo que há pessoas mais competentes para isso. Acho que esse video é um pouco absurdo, queria saber o que as pessoas tem a me dizer sobre.


Tirando a parte das prostitutas, o que raios fala no decreto? alguém tem algum link para ele? ele sai em algum lugar para lermos?

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Utak Recomenda

Assistir as trilogias em uma só tomada:

  • Senhor dos Anéis, Versão Extendida
  • De Volta para o Futuro (partes I, II e III)
  • Star Wars (I, II e III)
  • Star Wars (IV, V, VI)

Não recomendo:

O Poderoso Chefão: você irá dormir.

sábado, 9 de janeiro de 2010

Homenagem a tia Darcy

Claro, a ocasião não é das boas mas a notícia é que meu primeiro poema foi publicado em um jornal...! Apesar de que se diz por ai que falecimento de parentes não se deve comemorar, eu sou otimista, assim como minha querida tia gostaria e admiraria, olho as coisas pelo lado bom. Enfim, em homenagem a ela, minha queridíssima tia/prima Darcy, falecida no dia 4, por nenhum acaso no dia do meu aniversário, escrevi antes de sua morte, em algum mês, e postei em meu blog um poema em sua homenagem. Este, publicado dia 6 ou 7 no jornal e no site do jornal, neste link! por seu filho Pedro que gostou muito do poema.
O original, sem erros no nome/pseudônimo ou título não criado por mim, (apesar de bom, não foi feito por mim) nesse link foi re-publicado em homenagem, novamente, a ela.
Enfim, continuemos a vida... Adeus e até breve.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Ode aos fumantes

Ok, entendi. Meu pedido ao Papai Noel foi um pouco nazistinha, quando eu falo sobre fumantes.
Veja bem, é tudo uma questão de ponto de vista.

Fui agressivo, Papai Noel? Não foi por mal. Sabe, passei minha vida inteira sendo agredido pelos fumantes, e tive que passá-la aceitando isso. "É feio abanar", "é feio pedir para que a pessoa se mude de lugar. Os incomodados que se mudem". Quase fiquei cego de um olho por causa de um fumante numa loja de brinquedos infantis quando pequeno. Tive que aceitar meu cabelo e minha roupa fedendo durante meus 18 anos e meio de vida. Ia no bar encontrar a galera, e lá estava, o cigarro. Não, tudo bem, eu era obrigado a aceitar que fumar dentro de um ambiente fechado, sem ventilação era legal e portanto, as pessoas estavam no seu direito. Direito o caralho. Eu quero é que se fodam mesmo, vai fumar na chuva agora. Sou agressivo, mas é uma agressividade como resposta. Quantas vezes já não soltaram aquelas baforadas "sem querer" na sua cara, e nem pediram desculpa? Quantas vezes acenderam um cigarro perto de uma criança e nem se importaram? Quantas vezes já dirigiram com um cigarro na mão, contaminando todo o carro e seus passegeiros, obrigandon-os a respirar aquela fumaça ríspida que arde a garganta e faz tossir. Mas "tossir por causa do cigarro dos outros é mal educação". Quero que vão a puta que o pariu. Tenho meu direito de ser agressivo, e vou continuar enquanto não entenderem que quem é invasivo, agressivo e nazista é o fumante, que obriga todos a sua volta a respirarem e fumarem junto com ele. À vocês fumantes, não vou me desculpar. Destruiram já minha calça favorita com seus cigarros, quase me cegaram de um olho, já me queimaram, me obrigaram a tomar banho às 7 da manhã, por que dormir com aquele nojo de fedor é impossível, e ainda obrigam-nos a lavar roupas limpas, calças e camisas, que só estão sujas por que um infeliz resolveu fumar perto de você.

Cansei e não vou ser tolerante. Você tem o direito de fumar, mas de fumar longe de mim e de todos aqueles que não querem vocês por perto, com seus fedores. O cheiro do cigarro é pra mim, pior que o de um peido, ou de uma fralda suja. Quer fumar? Então respeite os meus direitos de respirar um ar limpo, e fume longe, bem longe.

Por fim, devo dizer: esse papo de "fumar socialmente" é mentira, pois fumar apenas segrega aqueles que fumam daqueles que não fumam, coisa que não é nada social.

Bom cancer de pulmão, enfisema e traqueia interrompida. Espero que nada disso aconteça contigo, mas a possibilidade é, infelizmente, bem maior.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Carta de Natal

O que eu peço de natal?

Eu pedi para minha mãe uma bike. Pra eu andar menos de carro e ajudar a diminuir a velocidade do consumo do planeta. Ela chegou ^^

O que eu peço pro mundo?

Queria pedir várias coisas. Para as pessoas começaram e economizar os disperdicios inúteis. Como lavar a calçada com mangueira, ou usar dois talheres/copos só por que um deles caiu no chão, ou por que um deles ja foi pra boca de outro. Pra não entrarem com o tênis na casa e assim evitar sujar o chão, pra não ter que limpar, e podermos derrubar objetos no chão e não encontrar muita sujeira neles. Peço para não pegarem saquinhos no supermercado nem na padaria, as mãos vieram de um processo de evolução para segurar objetos enquanto andamos. Pras pessoas fazerem mais esportes, e alongamento, para não chegarem na velhice capengas, gordos e com problemas musculares na coluna. Pra imprimir xerox na frente e verso, pra eoconmizar folhas e árvores e energia muscular-mal-gasta, com cadernos e apostilas duas vezes maiores nas costas. Pediria também pras pessoas não jogar o lixo no chão, apesar de ser tentator, segurar o lixo por meia hora não mata ninguém. É um saco fazer tantas coisas, mas faz muito sentido quando você simplesmente diminui tanto o consumo de lixo que (no meu caso) praticamente não se usa mais a lixeira. Não compre mais chicletes, compre balas, ao invés. Se puder, não compre. Evite comprar e gastar seu dinheiro com aquela coisa aparentemente tão útil, mas que no fundo, você está comprando por que pode, não por que precisa. reutilize papéis com verso em branco. Faça xixi no banho. Não deixe as lâmpadas ligadas se não está escuro lá fora, ou se não tem ninguém em casa. Vote nulo.

Ou não.
Esquece, só posso fazer um pedido por ano. Eis aqui ele: Por favor, seja malvado com pessoas que fumam. Maltrate-as. E quando elas não estiverem fumando, diga-as (se for verdade) que elas cheiram bem.
Caso contrário, se estiverem te incomodando, pegue uma mexerica. Agora qunado ela soltar uma baforada, esprema a mexerica no cabelo e na roupa dela. E toda vez que alguém soltar uma baforada, esprema a mexerica na direção da pessoa. Se mexerica não adiantar, tente alguma coisa pior.

Já sei. Cante muito, muito mesmo. Sempre que puder, cante. Aprenda a assoviar, depois assovie muito. Aprenda a tocar algum instrumento! Vai, tenta pegar o tom certo com a voz, tenta não desafinar. Treine no banho.

Não, não, melhor ainda: Seja gentil com as pessoas. Quando alguém precisa de ajuda, ofereça-se! (menos se ela fumar).
Ah, se liga. Existem várias pessoas homossexuais no mundo, muitas delas são bem mais interessantes do que você imagina. Alguns deles são chatos, mas provavelmente é só uma respsota ao chatisse do mundo, e chatisse das pessoas que foram chatas com eles.
Existem muitos negros também. Muitos mesmo. E não adianta, eles não vão ser piores que você, só por que você acha isso. Eles são negros, tem pele mais escura e isso não os torna mais ou menos. Não importa que ele é negro, pardo, branco, enfim, as pessoas serão sempre diferentes. Tente classificá-las menos. As pessoas são qualitativamente diferentes, e não quantitativamente; Ou seja, ninguém é mais isso ou aquilo, apenas diferentes.

Ok, Ok, ja sei: Não dê esmola. É tão simples: A pessoa não está pedindo porque precisa, está pedindo porque você dá. Se ela precisasse e você não desse, ela não ficaria no farol pedindo, ela tentaria fazer alguma coisa de verdade.

Não...
Ok, lá vai: aprenda a argumentar. É assim: você treina, e então você entende. O ato de argumentar consiste em expor o raciocínio para as pessoas, de maneira clara, com que ela entenda.
Peça por favor; Não melhor, Queira pedir por favor. Sinta vontade de deixar a pessoa plenamente à vontade de responder "não".
Agradeça. Agradeça ao motorista que dirige o ônibus por 12 horas seguidas. Ao cobrador que fica sentado pro 12 hora seguidas, e que te respopnde quando você precisa chegar a algum lugar.
Evite dirigir sozinho no carro. É um enorme desperdício de espaço e energia. Peça carona. Dê carona.

Ok, desisto. É muita coisa.
Ah é: Natureza não existe. Nada no universo é diferente quando modificado pelo homem. Isso é mentira. A natureza não existe sem o homem e vice-versa. Nunca existiu. Isso tudo é uma invenção humana pra fazer sentido.

Deus existe. E ele fará tudo que você pedir, como sempre fez.

Ainda está faltando muitas coisas, mas nunca dá tempo de falar tudo.
Ah, é, eu te amo.
Boas férias.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Pós-traumático

Estou em estado pós-traumático. Bati o carro da minha mãe quarta feira passada(duas semanas atrás), e ontem ele ficou pronto. Não quero dirigí-lo mais pela cidade. Não, não o carro dela.

Estranho.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Os blogs estão todos abandonados. Não é a toa que o(s) meu(s) também estivesse(m). mas claro, esse semestre foi insano.



Entrei de férias. Quem tiver livre, me liga, estarei bundando pelo universo.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Apagão ou Apocalipse?

Eu estava morto, de fome, online, cinco arquivos de Word abertos, com o celular na minha frente e uma única conversa do MSN ligada; Três fichas de papel abertas. Só se ouvia os meus dedos digitarem, tudo mais estava em silêncio. Nas pausas, ouvia-se cliques do mouse e a voz de uma criança, uma menina e a minha própria, saindo de algum lugar desconhecido. Eu parecia atento às vozes, e anotava algumas coisas no papel, logo voltava a digitar. Parecia meio nervoso. Imaginei que, assim que acabasse meu trabalho, poderia finalmente ir jantar. Eram 10:10. Na janela, do MSN, lia-se as últimas palavras lidas da noite:

- Caio: Ei, Ugo, Tem uma última coisa importante que falta na sua parte
- Caio: Olha só:

Ouvi, no fundo da minha consciência, um barulho estranho. Atentei-me mais, e vi, com o canto do olho, as luzes da janela do outro prédio se apagarem. Comecei rapidamente a digitar:

- Ugo: Caio, vai cair a...

E tudo foi-se. E voltou. E foi. E voltou. E foi. Senti-me num parque de diversões, onde as luzes piscam rapidamente, tentando deixar as crianças mais hiperativas. "Fodeu", pensei. Logo mais, "Nem tanto, todo mundo se fodeu, o trabalho vai ser adiado". Peguei meu celular, liguei pro Caio. Não tocou, rede ocupada. Tentei novamente, e nada. Levantei, fui até a cozinha e senti-me num filme de terror. A luz do corredor piscava sem lógica e só tinha uma lâmpada acesa no meio da sala, onde todas as lâmpadas são ligadas em série. Da cozinha vinha uma luz, e lá encontrei minha empregada. Só que não era minha empregada.

Era minha empregada zumbi.
Ela me atacou, me mordeu no pescoço e arrancou um pedaço da minha pele com as mãos. Nessa hora, já não sentia mais dor, mas estava meio consciente. Chutei seu corpo de cima do meu, pulei em cima da bancada, peguei o pote de arroz, ainda morno, enfiei uma mão dentro e joguei pra cima. Nessa hora, a lâmpada não aguentou a falta de energia, em meia fase, eu suponho, e apagou. Tudo ficou breu. Não via mais onde minha ex-empregada estava. Desci da bancada rapidamente, peguei umas lingüiças, molhei no pote de feijão frio e corri de volta pro quarto do meu irmão, onde havia um taco de beisebol estrategicamente posicionado dentro do armário, para o caso de zumbis aparecerem.
Ouvi ao longe barulho de unha raspando no chão e logo mais em uma porta porta. Das duas uma: ou meu cachorro também tinha sido contaminado, ou ele é apenas carinhoso demais. Corri até a porta do corredor, com a boca cheia de comida, abri com toda minha força e dei uma tacada de beisebol nele, pensando que, por mais carinhoso que ele fosse, no final das contas: se ele ainda não estava contaminado ele ia acabar se contaminando de qualquer jeito, não é muito esperto. Peguei meu celular e tentei ligar para o Caio novamente, mas dessa vez, consegui falar com ele:

- Alô, Caio?
- Oi Ugo, acabou a luz por aqui camarada. Por aí também?
- É, tá tudo apagado.
- Entao cara, eu to aqui observando pela janela, do meu prédio estrategicamente posicionado na frente do rio tietê, e ta tudo apagado viu cara. Zona Norte, sul, leste e a única com um pouco de luz é a oeste.
- Eu to na Zona Oeste Caio, tá tudo apagado por aqui.
- Então fodeu. Eu ouvi no rádio que tem vários zumbis atacando.
- É, to ligado.
- Falou, boa noite.
- Falou.

Como iria eu passar até a cozinha? Meu cachorro iria acordar logo mais e minha empregada está em algum lugar aleatório da casa, pronta para atacar quando eu menos esperar. Andei devagar até a porta do quarto do meu irmão, tentando ver, com a luz do celular, se encontrava o corpo do meu cachorro. Lá estava ele, brincando com um ursinho de pelúcia. É a minha chance. Sorrateiramente, comecei a andar até a sala, e as luzes já não mais estavam meio acesas, agora estava tudo apagado; Apenas entrava pela janela luz da lua, que não estava no céu. Perto da cozinha, empurrei a porta devagar, ela rangeu, e nada. Passei novamente pela comida e, quando estiquei o braço para pegar mais uma mão de lingüiça, percebi que estava sangrando muito e que tudo estava girando. Senti uma vontade enorme de comer cérebros e pele humana. Segurei firme o taco de beisebol na mão e pensei: "Se for pra virar zumbi, pelo menos um com taco de beisebol". Meu celular começou a vibrar e tudo aconteceu muito rápido: Um barulho de gente gritando e correndo veio do fundo da cozinha e barulho de tiros. Corri até lá, quem sabe ainda tinha um pouco de comida (carne humana) pra mim. Eu estava babando muito, sangue. Minha visão ficou meio turva, mas na corrida, o vento deixou tudo mais claro: tinham pessoas estranhas na minha cozinha: um japonês com um violão na mão e uma mulher vestindo couro preto, com uma arma na mão e um celular na outra. Grunhi alto um barulho muito estranho e sai correndo atrás deles; A garota parecia muito apetitosa. Ouvi um barulho estranho atrás de mim, parei no meio do caminho e vi meus dois irmãos apontando e gritando muito. O som parecia distorcido, minha orelha não mais funcionava direito, senti alguma coisa escorrendo por ela. Olhei pra frente novamente e vi a garota gritar e o garoto gritar e tudo pareceu muito interessante. Corri até eles para cumprimentá-los com uma mordida na cabeça e uma babada no olho, que me pareceu a coisa mais própria a se fazer; Minhas costas não mais suportavam meu corpo, então meus braços arrastavam pelo chão, deixando marcas de sangue para trás. Senti um prazer muito grande quando cheguei perto, acompanhado de um barulho muito alto e melodioso. Parte de mim achou que eu tomei um tiro, mas tudo parecia muito estranho.
Parei por um segundo. Ouvi mais gritos e mais berros, e achei melhor ir socorrê-los, com uma mordida e uma babada no olho. Tomei mais um tiro, acho, e um violão enorme voou em minha direção. Desviei deste, pulei em cima da garota e gritava desesperada, cumprimentei ela com o maior carinho do mundo. Tomei mais um tiro, mas dessa vez foi doído. Perdi minha força e deixei-me cair em cima de seu corpo. Tudo ficou meio distorcido, e só lembro de ter sido arrastado até uma cama.

Acordei desesperado, com muita fome. Não, não foi o apocalipse, foi só um apagão comum. Senti o gostinho de sangue na boca, mas talvez tenha sido só uma afta.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Sem idéias úteis

Falarei às inúteis.
Então, consegui meu Google Wave!
A idéia é muito interessante, mas ainda está muito, MUITO, MUITO teórica, e pouco prática. Não achei melhores palavras, mas o Google Wave, ainda está em Preview, não é nem o Beta, o que significa que ele ainda é um pequeno bebê ideal, crescendo pouco à pouco. Espero que um dia ele se torne algo usado, por que da pra conversar tipo MSN, editar textos tipo o DOCs, e usá-lo como e-mail, só que sem a idiotíce de quebração de arquivos em multiplos. A idéia de escrever ao mesmo tempo é interessante na edição de arquivos, na de conversar nem tanta, mas nas discussões sobre algum assunto fica mais legal, muito melhor e mais pessoas que qualquer fórum, porque vc PODE acrescentar imagens, emoticons (ainda nao, mas logo), video, etc.

Falo mais depois.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Política

(eu estou hiperativo, nao consigo ir dormir, entao vou escrever)

Para aqueles que acham absurdo, sim eu gosto do Serra. Mas é um gosto diferente.
Eu não gosto de políticos at all. Na verdade, não gosto de política, at all. Pra mim, podiam todos serem despedidos e começarmos a fazer camaras sindicais anarquistas, dividiriamos as cidades em setores pequenos e todos teriam direito de ser ouvidos. Mas infelizmente, o Brasil AINDA não é anarquista. Portanto, eu gosto de alguns políticos bem-encaradas. Os caras fazem merda, todos eles fazem, mas poucos são bons nisso, como o Serra, o Kassab, o Alckimin, o Covas... Se é pra fazer merda, faz direito e esconde bem.
Não voto mais no PT devido aos absurdos feitos em nome do partido (ou seja, se alguém tem coragem de usar uma bandeira suja, se fodeu), e evito o máximo possível esses partidos grandes. Eu voto por nome, pela pessoa. Acredito que uma pessoa faz mais do que mil políticos; Therefore, eu gosto do Serra, mas ele com certeza não é meu ideal de político, mas parece-me, aos olhos de 'bom' psicólogo, que ele é uma boa pessoa. Como meu ideal de governo não é o capitalismo, meu ideal de democracia não é a em vigor, contento-me com pessoas boas e que respeitam ao menos as leis vigentes. Sei que o cara fez merda, mas só o superhomem tem boas idéias quando uma bomba explode. Sei que isso não vai mudar nada a relação que vocês vêem ele, mas é uma questão minha, não acho que isso deveria afetar at all (at all).

Aliás, o kassab está usando psicologia comportamental (ciencia, pela primeira vez, sendo usada para o bem!) para melhorar a cidade. Ele está usando métodos não-coercitivos... é bem interessante, sabe. Ao invés de punir os "errados" ele "recompensa" o "certos".

boa noite

ps.: sei que no texto eu só citei pessoas do PSDB (e DEM), mas eu gosto muito da Soninha Francine, fui um pouco com a cara da Heloísa Helena, da Marina...

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Utak Recomenda

- Filme: Bastardos Inglórios, do Tarantino. Muito bom!!!!!

- Twitter: @joseserra_ - Pra quem gosta dele, né.

- Site: Google Blog - Ultimos lançamentos da google, pra quem se importa ^^

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Cinco músicas dos Beatles

São todas muito melhor cantadas por outras pessoas...

Black Bird
Come Together
While my Guitar Gently Weeps
Dear Prudence
Eleanor Rigby

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Saga

Hoje eu fui na Teodoro Sampaio com o Marco, comprei uma flauta soprano! só pra irritá-los mais! Mwahahaha!

Por sinal, Parabéns para o Marco! 23 anos hein rapaz? Estou postando depois da meia noite, mas ainda conta como hoje.

Enfim, ele comprou um All-star, e depois corremos até a FAU para comer o bolo de musse de maracujá com brigadeiro, que disseram muito bom.

A noite, fui com meus pais ce meus irmãos comemorar uns negócios do meu pai. O restaurante chama Brooklyn.
É o restaurante mais GENIAL que já vi! Os garços são cantores e (as vezes) atores profissionais, e cantam músicas da Broadway! É maravilhoso!!
Não resisti e peguei um cartão pra tentar fazer um teste. Meus pais acham que eu não tou pronto, eu acho que eu não tou pronto. mas e se eu tiver e não saber?

De qualquer maneira, hoje, lá em cima, no primeiro tópico, eu toquei um Clarinete numa loja de instrumentos de Sopro, e me deliciei. É ANIMAL!
Resta a pergunta: Tornar-me-ei um músico?!

sábado, 17 de outubro de 2009

Batman

O segurança, de repente, virou o Batman.
*Ontem fomos (eu, Nat e Fabi) no Morrison, um bar que tocam bandas Cover. Ontem teve Cover do AC/DC e Led Zeppelin. ANIMAL. Claro, o Batman estava garantindo a segurança.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Três boas e uma má.

"Mãe, tenho uma boa e uma má notícia"
"Foi bem na prova?!"
"Ok, duas boas e uma má. Não vai, três boas e uma má."
"Diga."
"A primeira boa é que eu fui bem na prova."
"Hum"
"A segunda boa, é que eu consegui fazer a inspeção veicular e deu tudo certo"
"Hum"
"A terceira é que ainda deu tempo de eu chegar no kung fu!"
"Hum. E qual a má?"
"Fui multado porque parei do lado contrário da rua."

*insira palavrão, gritos e chingamentos aqui*

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Frase

Estava vagando pelo orkut, quando entrei no profile de uma menina(?) e li tal frase que me deixou muito...... leiam aí:

♥ ☆→ σ αмσя é qυє иєм ¢αριм: νσ¢ê ρℓαитα, єℓє ¢яєѕ¢є... αí νєм υмα να¢α є α¢αвα ¢σм тυ∂σ!!! ←☆ ♥



É meus caros... Cuidado com a vaca do amor.
Nota: Olhem essa letra zuada e essas estrelhinhas... Muito frufru pra alguém cujo amor já foi comido por uma vaca.
Ahahahaha Brincadeiras a parte, odeio gente que escreve assim!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Tempo

O/A vento/chuva quebrou uma lâmpada do meu prédio, e está fazendo um mini roda-moinho com os cacos.

/non-sense weather ON/

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

3 Tópicos:

Vou roubar o esquema de votações mais interessante que eu encontrei na internet. Do blógue do Peçanha, por sinal. Ele disse ai em baixo que esse blog não pára, mas é por que eu não paro! E fico muito tempo no computador, o que é ruim, mas juro que estou melhorando meu vício, tentando ler mais e tal (o que é bom).

---

Hoje uma professora minha, que tem 1:40 de aula, passou UMA HORA inteira escrevendo na lousa, 15 minutos fazendo chamada e 30 dando matéria, passando 5 minutos na hora de ir embora para o almoço.
Depois perguntam por que eu rio quando falam sobre Freud, Lacan, e outros psicanalistas. Pff.

---

Ontem eu fiquei 5 horas no shopping pra ver um filme* de lição de casa pra Bioética (hoje) e quando eu chego em casa tem um e-mail dizendo que a professora não viria. Adivinha? Formada em Medicina. E Psicanálise**. Pff.


*ps: o filme Uma Prova de Amor (Sister's keepers) é MUITO foda, pra chorar do começo ao final. Mas eu não choro, porque meu óculos embaça.
**ps2: Psicanálise é a psicologia baseada na obra de Freud; Toda são outras seriam apenas psicoterapias. Sim, existem muitas outras psicologias.